Igreja
1 de abril de 2021 Papa alerta para situação de deslocados pela mudança climática
“Eu sugiro que adaptemos o famoso 'ser ou não ser' de Hamlet e afirmemos: 'Ver ou não ver, essa é a questão!' O que começa com a visão de cada um, sim, a minha e a sua”, escreveu o Pontífice ao Fórum da Unesco sobre a Biodiversidade.

Menina paquistanesa  deslocada carrega o irmão em meio a enchentes. Foto: Getty images.

 

O Papa Francisco fez uma adaptação nesta terça-feira (30) na famosa citação de William Shakespeare, em Hamlet, ao apelar para a sociedade não permanecer cega à destruição da mudança climática e da pobreza extrema que ela pode causar.

 

    “Eu sugiro que adaptemos o famoso 'ser ou não ser' de Hamlet e afirmemos: 'Ver ou não ver, essa é a questão!' O que começa com a visão de cada um, sim, a minha e a sua”, escreveu o Pontífice ao Fórum da Unesco sobre a Biodiversidade.

 

    “Não vamos sair de crises como a climática ou a Covid-19 nos acomodando no individualismo, mas apenas 'sendo muitos juntos', por meio do encontro e do diálogo e da cooperação”, Francisco ressaltou a necessidade de agir em conjunto para uma profunda revisão do atual modelo de desenvolvimento, porque o aquecimento global e o seu impacto sobre os pobres exige uma resposta.

 

    “A luta contra a mudança climática e a luta contra a pobreza extrema são interdependentes e, portanto, é necessário redefinir um novo modelo de desenvolvimento, adotando uma metodologia que integre a ética da solidariedade e da caridade política”, afirmou.

 

    Para o Papa “somente assim será possível promover um bem comum verdadeiramente universal, uma verdadeira civilização do amor onde não há lugar para uma pandemia de indiferença e desperdício”.

 

    O Papa assina o prefácio do documento publicado pela “Seção Migrantes e Refugiados - Setor de Ecologia Integral”, do Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral, alertando para os "números impressionantes e crescentes de deslocados pela crise climática" para falar numa "emergência grave" que está à vista de todos.

 

    Segundo Francisco a resposta à atual crise socioambiental deve ser vista “como uma oportunidade única para assumir a responsabilidade pela fragilidade da nossa Casa Comum, melhorando as condições de vida, a saúde, os transportes, segurança energética e criando novas oportunidades de emprego”.

 

    Ao recordar o Acordo de Paris sobre o clima, Francisco enfatiza que há uma crescente consciência de que a mudança climática é “uma questão muito mais moral do que técnica”.

 

    “Dar respostas concretas ao grave fenômeno do aquecimento global é um imperativo moral. A falta de ação terá efeitos secundários, especialmente entre os estratos mais pobres da sociedade, que também são os mais vulneráveis a essas mudanças”.

 

    Desta forma, Jorge Bergoglio recomenda escutar não somente os especialistas, mas também as comunidades locais e os povos indígenas, “atores não estatais, muitas vezes na linha de frente na luta contra a mudança climática", que "demonstram uma particular sensibilidade na busca de formas inovadoras para promover um sistema sustentável de produção e consumo e, assim, se tornam intérpretes do grito da terra e dos pobres”.

 

    Por fim, o argentino falou sobre as pessoas deslocadas pela crise climática, lembrando os fenômenos que atingem os mais pobres, principalmente o ciclone em Moçambique.

 

    “São as comunidades pobres e vulneráveis do mundo inteiro quem mais sofre com as crises ecológica e climática. São os inocentes que, à partida, menos contribuíram para a origem do problema.

 

    Esta é uma questão profundamente moral que exige ecojustiça”, concluiu.

 

Imprensa Scalabriniana com Terra

 

 



ver mais notícias

Imagens da Semana On Monday, January 25, 373 migrants on board the Ocean Viking were disembarked in the port of Augusta in Sicily. The migrants had been rescued from three different small boats in the space of 48 hours.

Mais imagens
Receba nossa newsletter Assine nossa newsletter e receba novidades por e-mail
Seu E-mail foi cadastrado com sucesso!
OpsSeu E-mail já está cadastrado em nosso newsletter!
ATENÇÃOO formato do e-mail está incorreto.
© Missionárias Scalabrinianas. Todo o conteúdo deste site é de uso exclusivo de Missionárias Scalabrinianas. Proibida reprodução ou utilização a qualquer título, sob as penas da lei. All rights reserved.