Igreja
11 de março de 2021 Dom Orani Tempesta: Novo membro da Comissão para a América Latina
A Pontifícia Comissão para a América Latina, que na sua presidência já teve um cardeal brasileiro, o arcebispo emérito de Salvador, na Bahia, dom Lucas Moreira Neves, foi criada pelo papa Pio XII, no dia 21 de abril de 1958.

 

 

O papa Francisco nomeou nesta quarta-feira (10) o arcebispo do Rio de Janeiro, cardeal Orani João Tempesta, como membro da Pontifícia Comissão para a América Latina, atualmente presidida pelo arcebispo emérito de Québec, no Canadá, cardeal Marc Ouellet, que também é o prefeito da Pontifícia Congregação para os Bispos. Ao receber a notícia da nomeação, dom Orani comentou:

"Agradeço de coração essa nomeação feita pelo papa Francisco para servir a Igreja na América Latina. Por meio de discussões, reflexões e aprofundamentos, espero dar minha contribuição nesta Pontifícia Comissão que tem muita vitalidade. Entre suas preocupações, estão a questão da Amazônia e a realização de sua primeira assembleia eclesial. Peço que rezem por mim, para que eu possa olhar as necessidades teológicas e pastorais da Igreja na América Latina e ajudar a dar passos. Agradeço a Deus por mais essa oportunidade de servir a Igreja".

A preocupação com a América Latina

De 16 a 19 de novembro de 2013, dom Orani participou de uma peregrinação e de um encontro da Pontifícia Comissão para a América Latina realizada no Santuário de Nossa Senhora de Guadalupe, no México, na qual fez uma das conferências, contando a experiência de organizar a Jornada Mundial da Juventude, realizada de 23 a 28 de julho de 2013, no Rio de Janeiro, e de receber o papa Francisco na primeira viagem apostólica internacional de seu pontificado.

As nomeações do papa

Junto com dom Orani, o papa Francisco também nomeou para a Pontifícia Comissão para a América Latina, na mesma data, o arcebispo de Madri, na Espanha, cardeal Carlos Osoro Sierra; o arcebispo de Monterrey, no México, dom Rogelio Cabrera López, também presidente da Conferência do Episcopado Mexicano; o arcebispo de Bogotá, na Colômbia, dom Luis José Rueda Aparicio; e o arcebispo da Filadélfia, nos Estados Unidos, dom Nelson Jesus Perez, de origem hispano-americano.

Os ofícios de dom Orani

Após ser criado cardeal pelo papa Francisco, no consistório de 22 de fevereiro de 2014, dom Orani foi nomeado membro da Congregação para a Educação Católica no dia 22 de maio de 2014; e da Congregação para a Evangelização dos Povos, no dia 13 de novembro de 2014, ofícios que desempenha até hoje. Também já foi membro do Pontifício Conselho para os Leigos.

Perfil da Pontifícia Comissão

A Pontifícia Comissão para a América Latina, que na sua presidência já teve um cardeal brasileiro, o arcebispo emérito de Salvador, na Bahia, dom Lucas Moreira Neves, foi criada pelo papa Pio XII, no dia 21 de abril de 1958.

A atual organização da Pontifícia Comissão foi definida em 1988 pelo papa São João Paulo II, por meio da Constituição Apostólica Pastor Bonus, que nos artigos 83 e 84, diz que ela tem por dever "assistir, com o conselho e os meios econômicos, as Igrejas particulares da América Latina, e dedicar-se, além disso, ao estudo das questões que se referem à vida e desenvolvimento dessas Igrejas, especialmente para dar ajuda tanto aos dícastérios da Cúria interessados em razão da sua competência, quanto às Igrejas mesmas na solução de tais questões". A comissão também é responsável pela interação entre a Sé Apostólica e os diversos organismos internacionais ou nacionais para a América Latina.

Estreitamente vinculada à Congregação para os Bispos, a Pontifícia Comissão para a América Latina é presidida pelo seu prefeito. Já os seus membros são oriundos da Cúria Romana, do Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam), bispos das regiões da América Latina ou ainda de instituições eclesiásticas internacionais e nacionais que atuam em benefício das regiões da América Latina.

 

Imprensa Scalabriniana com Dom Total



ver mais notícias

Imagens da Semana On Monday, January 25, 373 migrants on board the Ocean Viking were disembarked in the port of Augusta in Sicily. The migrants had been rescued from three different small boats in the space of 48 hours.

Mais imagens
Receba nossa newsletter Assine nossa newsletter e receba novidades por e-mail
Seu E-mail foi cadastrado com sucesso!
OpsSeu E-mail já está cadastrado em nosso newsletter!
ATENÇÃOO formato do e-mail está incorreto.
© Missionárias Scalabrinianas. Todo o conteúdo deste site é de uso exclusivo de Missionárias Scalabrinianas. Proibida reprodução ou utilização a qualquer título, sob as penas da lei. All rights reserved.